Publicaciones

2011

Capítulo no livro Estatuto da CidadeOs desafios da cidade justa . Andréa Quadrado Mussi (Org.), Daniela Gomes (Org.), Vanderlei de Oliveira Farias (Org.). Passo Fundo: Editora IMED, 2011.
SANTOS, EL. P.; SILVA, T. H.; VARGAS, J. C. A nova política habitacional brasileira e a prática do planejamento urbano: o Plano Local de Habitação de Interesse Social como matéria de interesse urbanístico. Cap. 11, p. 178-195.

Estatuto da cidade - desafios da cidade justa
O livro está disponível para download gratuito neste link .

2010

54th IFHP WORLD CONGRESS 2010

54th IFHP World Congress – Porto Alegre – Construindo Comunidades para as Cidades do Futuro

ArtigoEstratégias de Baixo Impacto para o Planejamento Espacial de um Parque Tecnológico

O longo período de implantação da Central Hidrelétrica de Itaipu chegou ao seu final em 2007 com a inauguração das duas últimas unidades geradoras. Itaipu Binacional atingiu assim o seu grande objetivo consolidando-se como uma das maiores usinas de geração de energia do mundo, representando a conclusão da obra e o começo simbólico de uma novo ciclo. Itaipu, desde sua criação, pautou sua ação pela integração de diversas atividades, mas o foco principal sempre foi a geração de energia. Desde 2005, com a ampliação da sua Missão, é notável o esforço de Itaipu para ampliar as ações nas áreas do meio ambiente, educação, desenvolvimento tecnológico e turismo. En este sentido, o planejamento de cada setor torna-se fundamental para o bom funcionamento do conjunto das atividades e ações propostas. Consciente desta questão e carente de um plano integrado, Itaipu decidiu iniciar o planejamento setorial a partir do desenvolvimento do Plano Diretor do Parque Tecnológico Itaipu, tendo a 3C Arquitetura e Urbanismo como responsável pela coordenação deste processo. Este artigo apresenta e descreve o Modelo Espacial proposto para o Plano Diretor e as estratégias de baixo impacto para a elaboração e implantação do mesmo.

Autores:
Pedro Augusto Alves de Inda, Universidade de Caxias do Sul, Brasil, paainda@ucs.br
Holzmann Tiago da Silva, 3C arquitectura y Urbanismo, Brasil, tiagohs@3c.arq.br

ArtigoThe new brazilian housing policy and the urban planning practice: the
Local Housing Plan (cobertizos) as an urbanistic interest matter

Este trabalho apresenta um relato da experiência prática e uma crítica aos chamados Planos Municipais de Habitação Social, instrumento recente da política habitacional brasileira, inserida no marco geral da política urbana do país. É descrito o sistema geral de financiamento e estímulo à organização local do setor habitacional, especialmente àquele destinado à parcela da população normalmente excluída do mercado privado; é apresentado o PLHIS, seu movimento de implantação institucional e, a seguir, relatada a forma como os autores lidaram com o desafio de elaborar um tipo de plano relativamente inédito no panorama da atividade profissional. Finalmente, como conclusão, é feita a crítica ao arcabouço político-institucional e à estratégia de aplicação do instrumento, bem como desenvolvida uma breve reflexão sobre os resultados e a própria abordagem dos autores.

Autores:
Julio Celso Vargas, Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Brasil, jcelso@arqs.com
Alexandre Pereira Santos, 3C arquitectura y Urbanismo, Brasil, Alexandre@3C.ARQ.br
Holzmann Tiago da Silva, 3C arquitectura y Urbanismo, Brasil, tiagohs@3c.arq.br

Proyecto – O Parque Popular da Pedreira: Plano Geral de Urbanização de Áreas Socioambientais Fragilizadas

La obra consta de un plan general de urbanización a un área en el municipio de Ijuí, en el interior de Rio Grande do Sul, que apresenta problemas relacionados à subhabitação em áreas de APP, juntos las dos antiguas canteras discapacitado que se convirtió en un basurero al aire libre. El plan fue construido con la participación de la población afectada y técnicos del municipio, y se articula en cuatro ejes principales que dan lugar a proyectos específicos: vivienda de interés social, instalaciones públicas (Parque), Urbanización y recuperación ambiental. Los proyectos relacionados con la cuestión del reasentamiento y la urbanización de zonas de subhabitação, con la construcción de 154 unidades de vivienda; construcción de un parque urbano que satisfaga a no sólo la población de la zona, pero como el municipio entero; reorganización de la cantera de lago, eliminación de basura y escombros y recuperación ambiental de la aplicación (Áreas de preservación permanente), Después del retiro de las unidades de vivienda nuevas familias, recuperar el bosque ribereño a lo largo de los arroyos; proyecto de urbanización – infraestructura vial, ajuste de la malla del local al proyecto de ciudad global, así como con la implementación de redes de captación de aguas residuales y suministro, Además de implementar visitas públicas y carril bici.

Autores:
Leonardo Marques Revi, 3C arquitectura y Urbanismo, Brasil, hortencio@3C.ARQ.br
Holzmann Tiago da Silva, 3C arquitectura y Urbanismo, Brasil, tiagohs@3c.arq.br
Leonardo Damiani Poletti, 3C arquitectura y Urbanismo, Brasil, Leonardo@3C.ARQ.br
Alexandre Pereira Santos, 3C arquitectura y Urbanismo, Brasil, Alexandre@3C.ARQ.br
Paula Lopes de Moraes, 3C arquitectura y Urbanismo, Brasil, paula@3c.arq.br

Poster – cobertizos: a Exploração de uma Metodologia Urbanística de Formulação

Este trabalho apresenta um relato da experiência prática e uma crítica aos chamados Planos Locais de Habitação Social, instrumento recente da política habitacional brasileira, inserida no marco geral da política urbana do país. O PLHIS é apresentado através da metodologia de formulação utilizada para de elaborar um tipo de plano relativamente inédito no panorama da atividade profissional e para o qual ainda se constroem as bases de informação e gestão. Procura se expor sinteticamente o desafio da análise espacializada de dados de diversas fontes e formatos através da interação de equipe técnica profissional multidisciplinar coordenada por urbanistas, poder público municipal e população em geral. Diagramaticamente, se descreve as relações envolvidas, as responsabilidades de cada grupo de atores e o processo interativo de formulação do Plano.


Autores:
Julio Celso Vargas, Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Brasil, jcelso@arqs.com
Alexandre Pereira Santos, 3C arquitectura y Urbanismo, Brasil, Alexandre@3C.ARQ.br
Holzmann Tiago da Silva, 3C arquitectura y Urbanismo, Brasil, tiagohs@3c.arq.br