Publicações

2011

Capítulo no livro  Estatuto da Cidade – Os desafios da cidade justa .  Andréa Quadrado Mussi (Org.), Daniela Gomes (Org.), Vanderlei de Oliveira Farias (Org.). Passo Fundo: Editora IMED, 2011.
SANTOS, A. P.; SILVA, T. H.; VARGAS, J. C.  A nova política habitacional brasileira e a prática do planejamento urbano: o Plano Local de Habitação de Interesse Social como matéria de interesse urbanístico.  Cap. 11, p. 178-195.

Estatuto da cidade - desafios da cidade justa
O livro está disponível para download gratuito neste link .

2010

54th IFHP WORLD CONGRESS 2010

   54th IFHP World Congress   – Porto Alegre – Construindo Comunidades para as Cidades do Futuro

Artigo – Estratégias de Baixo Impacto para o Planejamento Espacial de um Parque Tecnológico

O longo período de implantação da Central Hidrelétrica de Itaipu chegou ao seu final em 2007 com a inauguração das duas últimas unidades geradoras. Itaipu Binacional atingiu assim o seu grande objetivo consolidando-se como uma das maiores usinas de geração de energia do mundo,  representando a conclusão da obra e o começo simbólico de uma novo ciclo. Itaipu, desde sua criação, pautou sua ação pela integração de diversas atividades, mas o foco principal sempre foi a geração de energia. Desde 2005, com a ampliação da sua Missão, é notável o esforço de Itaipu para ampliar as ações nas áreas do meio ambiente, educação, desenvolvimento tecnológico e turismo. Neste sentido, o planejamento de cada setor torna-se fundamental para o bom funcionamento do conjunto das atividades e ações propostas. Consciente desta questão e carente de um plano integrado, Itaipu decidiu iniciar o planejamento setorial a partir do desenvolvimento do Plano Diretor do Parque Tecnológico Itaipu, tendo a 3C Arquitetura e Urbanismo como responsável pela coordenação deste processo. Este artigo apresenta e descreve o Modelo Espacial proposto para o Plano Diretor e as estratégias de baixo impacto para a elaboração e implantação do mesmo.

Autores:
Pedro Augusto Alves de Inda, Universidade de Caxias do Sul, Brasil, paainda@ucs.br
Tiago Holzmann da Silva, 3C Arquitetura e Urbanismo, Brasil, tiagohs@3c.arq.br

Artigo – The new brazilian housing policy and the urban planning practice: the
Local Housing Plan (PLHIS) as an urbanistic interest matter

Este trabalho apresenta um relato da experiência prática e uma crítica aos chamados Planos Municipais de Habitação Social, instrumento recente da política habitacional brasileira, inserida no marco geral da política urbana do país. É descrito o sistema geral de financiamento e estímulo à organização local do setor habitacional, especialmente àquele destinado à parcela da população normalmente excluída do mercado privado; é apresentado o PLHIS, seu movimento de implantação institucional e, a seguir, relatada a forma como os autores lidaram com o desafio de elaborar um tipo de plano relativamente inédito no panorama da atividade profissional. Finalmente, como conclusão, é feita a crítica ao arcabouço político-institucional e à estratégia de aplicação do instrumento, bem como desenvolvida uma breve reflexão sobre os resultados e a própria abordagem dos autores.

Autores:
Júlio Celso Vargas, Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Brasil, jcelso@arqs.com
Alexandre Pereira Santos, 3C Arquitetura e Urbanismo, Brasil, alexandre@3c.arq.br
Tiago Holzmann da Silva, 3C Arquitetura e Urbanismo, Brasil, tiagohs@3c.arq.br

Projeto – O Parque Popular da Pedreira: Plano Geral de Urbanização de Áreas Socioambientais Fragilizadas

O trabalho consiste em um Plano Geral de Urbanização para uma área localizada no município de Ijuí, no interior do Rio Grande do Sul, que apresenta problemas relacionados à subhabitação em áreas de APP, junto a duas antigas pedreiras desativadas que transformaram-se em um lixão a céu aberto. O Plano foi construído com a participação da população atingida e dos técnicos da municipalidade, e se articula em quatro eixos principais que dão origem aos projetos específicos: habitação social, equipamentos públicos (parque), recuperação ambiental e urbanização. Os projetos tratam da questão do reassentamento e urbanização das áreas de subhabitação, com a construção de 154 unidades habitacionais; construção de um parque urbano que atenderá não só a população da área mas como a todo o município; saneamento do lago da pedreira, retirada de lixo e entulho e recuperação ambiental das APP (Áreas de Preservação Permanente), após a remoção das famílias para as novas unidades habitacionais, recuperando a mata ciliar junto aos cursos d’água; projeto de urbanização – infraestrutura viária, adequando a malha a local ao projeto global da cidade, bem como com a implantação de redes de coleta de esgoto e abastecimento, além de implementação de passeios públicos e ciclovia.

Autores:
Leonardo Marques Hortencio, 3C Arquitetura e Urbanismo, Brasil, hortencio@3c.arq.br
Tiago Holzmann da Silva, 3C Arquitetura e Urbanismo, Brasil, tiagohs@3c.arq.br
Leonardo Damiani Poletti, 3C Arquitetura e Urbanismo, Brasil, leonardo@3c.arq.br
Alexandre Pereira Santos, 3C Arquitetura e Urbanismo, Brasil, alexandre@3c.arq.br
Paula de Moraes Lopes, 3C Arquitetura e Urbanismo, Brasil, paula@3c.arq.br

Poster – PLHIS: a Exploração de uma Metodologia Urbanística de Formulação

Este trabalho apresenta um relato da experiência prática e uma crítica aos chamados Planos Locais de Habitação Social, instrumento recente da política habitacional brasileira, inserida no marco geral da política urbana do país. O PLHIS é apresentado através da metodologia de formulação utilizada para de elaborar um tipo de plano relativamente inédito no panorama da atividade profissional e para o qual ainda se constroem as bases de informação e gestão. Procura se expor sinteticamente o desafio da análise espacializada de dados de diversas fontes e formatos através da interação de equipe técnica profissional multidisciplinar coordenada por urbanistas, poder público municipal e população em geral. Diagramaticamente, se descreve as relações envolvidas, as responsabilidades de cada grupo de atores e o processo interativo de formulação do Plano.


Autores:
Júlio Celso Vargas, Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Brasil, jcelso@arqs.com
Alexandre Pereira Santos, 3C Arquitetura e Urbanismo, Brasil, alexandre@3c.arq.br
Tiago Holzmann da Silva, 3C Arquitetura e Urbanismo, Brasil, tiagohs@3c.arq.br